Adotar estratégias de Marketing de conteúdo é uma demanda atual de toda empresa que deseja ter engajamento com o público-alvo. Não é à toa que autores como Paz (2016) denominam essa técnica como uma moeda de troca, que oferece soluções às pessoas e ajudam elas a entenderem a autoridade da marca.

Se você já ouviu os termos SEO, posicionamento no Google  e autoridade na web, saiba que o conteúdo é a base para que essas estratégias sejam bem sucedidas.

Quer saber como as estratégias de conteúdo podem ser construídas de acordo com o perfil da sua empresa? Nas próximas linhas, separamos dicas valiosas sobre o assunto e que vão te ajudar a implementar essa estratégia. Confira!

Conteúdo: uma solução para diversos segmentos

No livro ‘Marketing de Conteúdo: a moeda do século XXI’ (2016), o autor  Rafael Paz define um conteúdo como uma forma das empresas compartilharem seu propósito com o mundo.

Essa visão também é compartilhada por especialistas que tratam da filosofia Inbound Marketing, afinal, hoje o cliente procura uma solução e reúne informações, avaliações e indicações antes de decidir pela compra de um produto ou não.

É por isso que uma boa estratégia de conteúdo pode ser incorporada nos mais diversos segmentos. 

Vamos exemplificar: se a especialidade do seu negócio é vender acessórios como o bico quente para moldes que é uma peça usada em máquinas injetoras que transformam matérias primas em produtos, produzir conteúdos que ajudam seu público a montar o material e a solucionar dúvidas sobre esse item é relevante.

Independente do segmento, toda empresa tem um público-alvo certo? Ao contar com um profissional de marketing para elaborar uma estratégia de conteúdo, esse público não deve ser tratado de forma genérica e sim como uma persona.

O que é persona?  É a representação do seu cliente ideal na figura de uma pessoa fictícia, construída a partir de informações coletadas sobre essa pessoa (em entrevistas e pesquisas) , tais como: hobbies, idade, profissão, estilo de compra, soluções que procura.  

Ainda no cenário de uma loja de acessórios, o martelete perfurador rompedor é uma ferramenta utilizada na construção civil e como o nome sugere, serve para romper áreas como uma parede de concreto.

Muita gente que trabalha em uma obra pode ter dúvidas sobre qual é a melhor forma de usar o martelete, quando usar e quais são os modelos mais adequados.  Como trazer essas informações ao cliente, tanto em uma empresa da área de construção quanto em outros tipos de negócio?

São exemplos de materiais que exigem conteúdo:

  • Conteúdo para mídias sociais;
  • Artigos de blog;
  • E-books e materiais ricos;
  • Campanhas de e-mail marketing.

Avaliar a utilização de cada estratégia requer um planejamento geral e uma pesquisa sobre como a persona gostaria de receber essas informações. Justamente por isso, vamos abordar algumas dicas práticas de como usar o marketing de conteúdo nos tópicos seguintes.

Ofereça informação relevante

Ninguém gosta de ser bombardeado por informação inútil e caixa de spam. Não é à toa que estudos da área revelam que 94% dos consumidores já pararam de seguir uma empresa por receber mensagens irrelevantes.

É por isso, que fazer um planejamento estratégico sobre como o conteúdo ofertado pode ajudar o leitor e agregar valor à sua marca ao mesmo tempo é essencial.  Vai escrever sobre assuntos técnicos como o funcionamento da chave de fluxo?

Procure mostrar a importância desse objeto para detectar a vazão da água ou outros líquidos presentes em tubulações industriais. Pesquise sobre o que seu público gostaria de saber, estude em que fase da jornada de compra o leitor está e ofereça informações relevantes.

Ao ter esse cuidado, sua empresa terá as seguintes vantagens:

  • Ganho de autoridade e relevância no nicho de mercado;
  • Maior engajamento com o público;
  • Melhoras na percepção da marca;
  • Maior taxa de conversão de leads em clientes.

Faça uso das boas práticas de SEO

Quanto mais conteúdo relevante a sua empresa produzir em canais como um blog, maiores as chances do site ser encontrado pelo Google. Por isso, estude e faça uso das boas práticas de SEO, que são estratégias utilizadas pelos motores de busca para o ranqueamento do conteúdo.

É importante estudar sobre o que os algoritmos consideram, fazer bom uso de links que atribuam popularidade ao seu blog e usar corretamente as palavras-chave relacionadas ao seu negócio.

Busque referências e use ferramentas como o Google Trends e o Planejador de Palavras-Chave para ter uma ideia mais concreta dos temas buscados e palavras estratégicas. 

Ao falar de um assunto como o martelo para moinho — equipamento que ajuda no processo de moagem de alimentos ou ração animal, uma dica é pesquisar termos que as pessoas procuram relacionados a esse acessório e construir a estratégia.

Lembre-se das dicas anteriores e agregue valor ao seu conteúdo. Fale sobre o equipamento, destaque as funcionalidades e busque solucionar o problema da pessoa, em uma linguagem clara e acessível.  

Se o assunto for mais técnico, como um tutorial para utilização de uma broca para vidro, que é uma ferramenta utilizada para perfurar materiais feitos com vidro e porcelanato, contextualizar essas informações nos interesses do leitor.

Quanto mais relevante e rico for o conteúdo, melhores são as chances de ranqueamento. Mas, atenção: é preciso considerar o melhor formato de passar as informações para a pessoa, já que o bom conteúdo é aquele que encanta o leitor e não é feito somente para a leitura do Google.

Tenha um planejamento de conteúdo

Construir um conteúdo pode parecer algo simples, mas planejar os objetivos que sua estratégia pretende alcançar é o primeiro passo para definir a melhor abordagem. 

Em áreas como a indústria e a construção civil, por exemplo, equipamentos que ajudam a transportar cargas pesadas são assuntos que podem render uma série de conteúdos, sobre segurança do trabalho, utilidade e produtividade.

 A talha manual é um exemplo de acessório instalado em vigas e que auxilia o processo de elevação de cargas pesadas e renderia vários conteúdos neste contexto. Mas, não basta identificar temas que rendem pautas, afinal, uma boa estratégia surge do planejamento. 

Como fazer isso? Confira um mini checklist abaixo:

  • Estude as personas e adeque às pautas como solução para elas;
  • Faça um calendário editorial, com datas comemorativas e relevantes;
  • Use ferramentas de busca avançada para identificar temas e palavras-chave;
  • Tenha um cronograma para entrega, revisão, ajustes e publicação;
  • Insira as referências no planejamento;
  • Alinhe o planejamento com os objetivos da empresa;
  • Use agendas, ferramentas  e planilhas para organizar as ações.

Use tom de voz adequado para a marca e a persona

Com quem a sua empresa quer conversar e com quais pessoas? Essa é uma pergunta simples, mas que pode ser aprofundada quando o assunto é definir o tom de voz a linguagem das suas estratégias de conteúdos.

Se o segmento em questão tratar de temas específicos como a instalação de sistemas de segurança como o gerador de neblina — um equipamento que libera uma espécie de “fumaça” no ambiente e pode impedir ações de invasores quando algum risco é identificado por sensores e câmeras, adequar a linguagem em um tom explicativo é interessante.

Como o tom de voz da marca é definido? Lembre-se que toda empresa se comunica de uma forma. Empresas que trabalham assuntos técnicos, vão ter um tom mais informal. 

Negócios focados em soluções de entretenimento podem brincar com uma linguagem mais coloquial.

Independente do tom de voz, adequar a linguagem à imagem que a empresa quer passar e a forma como a persona vai compreender é fundamental para seu conteúdo fazer sentido.

Produzir um conteúdo sobre  um acessório industrial como o eixo oco, que é encaixado na saída dos maquinários industriais, não te permite fugir de termos técnicos, mas tornar a linguagem compreensível para a persona é fundamental para a qualidade da entregas.

Por que investir em conteúdo?

Agora que você sabe como elaborar uma boa estratégia de conteúdo, é hora de investir em conteúdo. Além de posicionar sua empresa como autoridade, o tráfego do seu site pode aumentar e bons conteúdos influenciam o tipo de relacionamento que a sua marca tem com o cliente.

Quanto maior for a confiança do seu público nas informações que a sua estratégia ajuda a construir, maior é a chance dessa pessoa praticar uma ação desejada pelo seu negócio em algum momento ou compartilhar seus artigos, gráficos e materiais como uma referência.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.